fbpx

Menu

Site desenvolvido por Ligado na Net :

Multa de R$ 245 milhões: Palmeiras traça estratégia enquanto Estêvão está na mira de gigantes da Europa

Times europeus têm feito consultas frequentes pelo jovem de 17 anos, mas Verdão ainda não tem uma negociação engatilhada; Abel Ferreira reforça pedido para que ele não seja vendido

Abel Ferreira fez um pedido público para que o Palmeiras não venda Estêvão, mas as sondagens do mercado europeu são cada vez maiores. Assim como foi com Endrick, é grande a chance de que o garoto hoje aos 17 anos seja negociado e deixe o clube assim que completar 18, em abril de 2025.

Até o momento, porém, as tratativas não avançaram entre os clubes. Chelsea, Paris Saint-Germain e Arsenal são algumas das equipes que já fizeram contato pelo garoto. O Barcelona também é citado como um interessado.

O contrato de Estêvão, válido até abril de 2026, tem multa de 45 milhões de euros (R$ 245 milhões) para o mercado internacional.

Palmeiras x Botafogo-SP, Estêvão e Endrick — Foto: Marcos Ribolli

Palmeiras x Botafogo-SP, Estêvão e Endrick — Foto: Marcos Ribolli

Palmeiras tem 70% dos direitos econômicos de Estêvão e não trata sua venda com pressa.

O caso de Endrick é exemplo também nisso: o clube só bateu o martelo com o Real Madrid após diversas consultas, quando veio uma oferta que pode atingir a multa rescisória de 60 milhões de euros com os bônus, além de mais 12 milhões de euros em impostos, pagos pelo time espanhol.

Abel Ferreira disse depois da partida de quarta contra o Botafogo-SP, pela Copa do Brasil, quando o camisa 41 fez o gol da vitória no último lance, que a presidente Leila Pereira só deve negociá-lo por um valor próximo aos R$ 245 milhões.

– Acredito que a Leila só vai deixar sair se pagarem a cláusula, não tem como. Ainda mais ela sendo uma negociadora nata, como é, seguramente vai fazer o melhor. Se ele não ficar muito chateado, porque é tão novo, poderia ficar conosco até os 20 ou 21, ainda tinha mais 10 ou 15 anos pela frente, não veria problema nenhum (risos) – declarou.

Em 2022, o Paris Saint-Germain chegou a sinalizar com uma oferta que poderia chegar a 40 milhões de euros (R$ 222 milhões na cotação atual). O Verdão não quis negócio.

A oferta do time francês era casada: por Estêvão e Endrick. O PSG ofereceu 50 milhões de euros (R$ 271 milhões) fixos e mais 30 milhões de euros (R$ 163 milhões) em bônus pela dupla. Pouco tempo depois, Endrick foi vendido ao Real.

Os dois garotos, junto de Luis Guilherme, lideram a geração de R$ 1 bilhão da base do Palmeiras. O valor é referente ao quanto este grupo de jovens pode render aos cofres do clube em negociações.

Abel, porém, só pensa no que ele ainda pode entregar como profissional. Desde sua estreia na última rodada do Brasileirão passado, Estêvão tem 12 partidas na temporada (quatro como titular), dois gols e uma assistência.

Fonte Por Eduardo Rodrigues e Thiago Ferri 

Multa de R$ 245 milhões: Palmeiras traça estratégia enquanto Estêvão está na mira de gigantes da Europa | palmeiras | ge (globo.com)